sábado, 29 de outubro de 2011

Gostosuras ou Travessuras?

Assim aprendemos aqui como se pede doces no Halloween.
A primeira musiquinha nos ensinou a Gabriela, nossa ajudante aqui em casa.
A segunda, Taís aprendeu com os amigos da escola.

"La calavera tiene hambre
No hay un huesito por ahí?
No se lo acaben todo
Dejen nos la mitad!
Quieremos Halloween!!!"

"Quieremos halloween
con todo el calcetín
Si no nos dan dinero
Haremos cochinero"

Quando perguntei se não diziam "Dulces o trucos" já me disseram que isso seria tradução do Inglês, mas que não há esse costume. Engraçado, já que adotaram o dia das bruxas dos vizinhos acima.
Se eu souber mais outra música, compartilho.

Seguem algumas fotos de decoração de casas aqui no bairro.



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Tradições - Dia de Muertos - La Catrina

La Catrina de los toletes, na cultura popular mexicana, é a representação humorística do esqueleto de uma dama da alta sociedade. É uma das figuras mais populares da Festa do dia dos mortos no México. A palavra catrina é a variante feminina da palabra catrín, que significa dândi em espanhol. O personagem se caracteriza como um esqueleto de mulher usando um chapéu, como distintivo da alta sociedades do início do século XX e tem uma função de memento mori destinado a lembrar que as diferenças sociais não significam nada, diante da morte.
As origens da Catrina remontam às festas dos mortos pré-colombianas. Seu nome vem de La Calavera de la Catrina gravura do mexicano José Guadalupe Posada (1852-1913), água-forte sobre zinco, que faz parte de uma série de calaveras (caveiras). O precursor dessas representações humorísticas de figuras contemporâneas sob a forma de esqueletos, geralmente acompanhadas de um poema, foi Manuel Manilla.
(Fonte: Wikipedia)


O interessante é que as pessoas já produzem as suas próprias Catrinas para decorar seus altares em suas casas. Eu, sinceramente, me sinto ainda chocada com tantas caveiras pelas ruas, lojas e casas. As crianças não gostam tanto também, mas já param para prestar atenção nos detalhes.


 La Calavera de la Catrina de José Guadalupe Posada




domingo, 23 de outubro de 2011

Catedral e Torre Latinoamericana

Ir até a Cidade do México, mais especificamente ao Centro Histórico, nunca me parece repetitivo. Adoro.
Sair do metrô Zócalo e cair no meio da praça da constituição, embaixo do prédio "do presidente", como diz a Taís e ver toda a grandeza da Catedral, me encanta todas as vezes.
Por mim, iria todos os dias, só pra caminhar por todas as ruas da região e entrar em todos os cantos.
Dureza é fazer isso com as crianças. Não lhes parece tão interessante assim e cansa pra burro.

Pra variar ontem tinha gente demais no Zócalo. Feira de livro, desfile não sei bem do que em uma das avenidas ali perto. Ainda bem que contamos com vários estacionamentos subterrâneos e sempre saimos perto de alguma estação de metrô. Ontem paramos no estacionamento da Praça Garibaldi, onde há a maior concentração de Mariachis por metro quadrado. O entorno é feio. Muitas portinhas para os muchachos aproveitarem Porn Shows. Imagino a qualidade disso!

Não conseguimos entrar no Templo Mayor com as crianças novamente pois havia ontem tour para escolas. Ou seja, fila já para comprar as entradas. Deixamos para a próxima vez.











Torre Latinoamericana. 












O ponto branco ao fundo é o vulcão Popocatepetl. Com o dia claro pudemos vê-lo pela primeira vez.






Placa ao lado dos elevadores da Torre. Nunca sofreu um "arranhão" devido aos terremotos.

sábado, 22 de outubro de 2011

Outono Mexicano


Hoje de manhã abri o celular e aí estava nossa previsão para hoje. Ontem dizia que a mínima seria 4. Chegamos nos 2 graus. Dentro de casa não ficamos todos cobertos de mantas, edredons e agasalhos pesados. Acho que as casas aqui são construídas para reter o calor do sol então não temos nenhuma sensação de frio.
Quando saimos na garagem, a sombra, aí sim sentimos o frio. 
Mas como sol está lindo e forte parece que não está tão frio.

Vamos ver como será o Inverno! 

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Chiles

Como todo mundo sabe a comida mexicana é picante.
Picante por causa do chile. Mas... conhecem os chiles daqui?

Tem milhares de tipos, cores e tamanhos.
Tem vermelho, verde, fresco, seco. Geralmente os vermelhos são os que já estão maduros.

Hoje no supermercado tirei algumas fotos dos que estavam nas prateleiras. Os secos estão, em sua maioria, em pacotes. Então não dá pra ver muito bem.

Um link para ver a quantidade de chile que tem aqui: Chiles Mexicanos

Seguem:

Chile Cristal 

 Chile Poblano

Chile jalapeño 

Chile de árbol 

Chile serrano

Ainda não me acostumei com os picantes das comidas, então vamos aos poucos. Mas outro dia comi um macarrão com camarão - SUPER picante. Nem sentia os cantos da boca.
Dica: colocar sal na mão e chupar, como fazemos antes de tomar margaritas. Ameniza... um pouco.

Ah, o chile nada mais é que a nossa PIMENTA. 


terça-feira, 11 de outubro de 2011

Prévia - Halloween en Mexico

Aqui tudo é muito festejado. O dia dos Mortos está chegando e antes dele, o Halloween, que na verdade é festa mesmo pras crianças.
A decoração disso aqui também é interessante. As casas se transformam.
Na entrada do nosso condomínio também já podemos curtir um pouco.






domingo, 2 de outubro de 2011

Cidade do México I



Paseo de la Reforma - Torre Del Caballito

Carrusel Bicentenário






Bellas Artes


Casa de los Azulejos

Zócalo - Catedral




Metrô - Cidade do México - Zócalo a Juarez