domingo, 28 de dezembro de 2014

Natal no México

Esse foi meu primeiro Natal no México.



Pela primeira vez entendi porque o Papai Noel usa sua roupa vermelha. Sentindo na pele.
O dia 24 amanheceu chuvoso aqui e assim seguiu até a madrugada. Chuva e frio.
Fui até Xochimilco e no caminho, muitos fogos de artifício. Que lindo! Eu adoro.
Passei o Natal com uma família mexicana e adorei todos os segundos com eles.
Gente alegre e festeira, casa adornada, árvore de Natal, presépio, luzes, música e comida deliciosa: Romeritos, salada de maçã, perna de porco, peru.
Meu pão de queijo de aperitivo e minha mousse de maracujá fizeram sucesso, mas foi só um agrado meu (porque não tem nada de natalino nisso), já que eu fui convidada e não podia chegar de mãos abanando.
Todos querendo me contar um pouco das tradições na família, das tradições de Natal no México.
No México tudo tem uma história linda pra ser contada. E tudo me parece mais encantado quando escuto essas histórias de pessoas católicas que mostram o amor e carinho pelo menino Jesus.

Parêntesis: Eu não sou católica praticante e nem posso dizer que sou católica, mas tenho minha fé e gosto de escutar as coisas fora da Igreja. Todo o meu respeito aos católicos. Por favor, não me entendam mal.

As festas natalinas começam uns dias antes do dia 25.

Vamos lá. Um pouquinho de cada uma.

Posadas
As posadas são festas que simbolizam toda a trajetória de José e Maria saindo de Nazaré até chegar a Belém, onde vão pedindo um lugar para dormir (posar) e descansar até o nascimento de Jesus. Começam no dia 16/12 e vão até o dia 24/12.
Nessas festas as pessoas cantam músicas, há comidas típicas e também se rompem as tradicionais pinhatas. Já falei disso nesse post AQUI.

Pastorelas
As pastorelas são pequenas encenações/peças sobre o nascimento de Jesus, a peregrinação de José e Maria, os 3 reis magos, o diabo. São peças alegres, com um toque de humor e sempre com uma "moral da história". Aqui no México, muitas escolas montam com os alunos as suas pastorelas e eu, no auge do meu sucesso, encenei uma o ano passado na Posada do grupo da minha filha.
Já falei que eu me meto em um monte de peças de teatro da escola dos meus filhos??? Hahahaha. Príncipe Encantado em Shrek, Limpador de chaminé em Mary Poppins, Ursula (a polvo malvada da Pequena Sereia) e Hi-5 foram meus personagens aqui!


Aí estou. De José, verde e amarelo. Me divirto!

Nacimientos
Aqui, como em muitos outros lugares, também se montam os presépios. Todos muito lindos, grandes, pequenos, bem pequenos. Esse é o meu. Feito de cerâmica e miçangas.



Arrullar al niño Dios
A novidade pra mim, esse ano, foi o "Arrullar el niño Dios", que significa embalar o menino Jesus. Eu nunca tinha ouvido falar nisso na minha vida. Alguém faz isso no Brasil? Na minha família, nunca vi.
A meia-noite colocam uma imagem do menino Jesus em um manto, junto com doces. E ninam ao bebê para que durma, cantando canções de ninar. Também fazem orações, agradecem e fazem seus pedidos ao menino Jesus.
Depois de colocar o menino Jesus na manjedoura, me disseram para pegar um doce que estava dentro do manto, para que eu sempre tivesse fartura na minha vida.

Canção de ninar.

Imagem de Google.

Adorei meu primeiro Natal aqui. Vamos para o Ano Novo. "A ver que..." 




quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Entrevista para Filipe Teixeira.

Oi pessoal,

No sábado passado eu conversei com o Filipe Teixeira, brasileiro que mora em Portugal e tem o Blog O nome disso é mundo que mostra a sua experiência por vários lugares do mundo e de outros blogueiros que também acabaram caindo em terras distantes.

Podem escutar a entrevista do podcast clicando AQUI e também aproveitar para escutar as histórias de outras pessoas que andam pelo mundo afora.

Abrazotes e besos a todos.




segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Tacos - Da série "Comendo na rua"

Já falei que eu como na rua.

Tem zilhões de lugares pra se comer Tacos em TODO o país.



Eu gosto demais dos "Tacos La Esquina de los Sapos", fica aqui no município onde eu moro, Atizapán de Zaragoza (só pra lembrar).
E muitos vão me dizer: "Você tá MALUCA de comer em um lugar com esse nome?" Bom, muitos comem na Churrascaria Porcão, não? :)

Hoje eu fui até lá, e enquanto esperava meus tacos de cecina, pedi para tirar fotos e eles deixaram. Basta falar que eu sou brasileira que todo mundo já dá um sorriso e diz: "Por supuesto".

O lugar fica próximo ao Palacio Municipal, numa esquininha, bem simples mesmo. O lugar está sempre, sempre cheio. Tudo é feito artesanalmente, mão na massa, mão na faca, na tortilla, na gordita (Gordita que não sou eu, ok? Vejam foto mais adiante)... Além de super bem servido, barato.

Hoje comemos 5 tacos. Eu dois, Alfredo 3... 1 refrigerante pra cada e gastamos absurdos $ 110 pesos, correspondentes a R$ 20,00. R$ 20,00!!!! Pra dois comerem BEM! Eu ainda me surpreendo com os preços das coisas aqui sim.


"Gorditas" prontas para serem levadas ao óleo para fritar. As gorditas são preparadas quase como tortillas, acrescentando ainda farinha de trigo, agua, manteiga, sal, pó royal, óleo e "tantito" chile. Elas ficam mais grossas, para depois de fritas, serem recheadas com o que "se te antoje".


Gorditas no óleo. E no cantinho da foto, as que já estavam prontas para receber o recheio. Hoje tinha de cecina, suadero (é a parte tirada proxima das costelas de um bezerro grande, al pastor, longaniza y chorizo.

Só pra ilustrar onde está o corte de suadero. 

Mão na massa. Na carne e no comal (que é a chapa onde eles fazem TUDO).

Carne pra todo gosto, tortillas y uma gordita no meio (estão vendo?), pra ficar tudo quentinho.

E esse foi o meu prato. O segundo! 
De-li-cio-so!







quarta-feira, 26 de novembro de 2014

México com crianças - Passeios, museus, parques e outros bichos

Uma querida leitora me deu uma ideia para postar no Blog e adorei.
Nada mais nada menos falar um pouco de opções de passeios para fazer com as crianças, ou melhor, em família, já que, com os filhos se divertindo, nós, pais, também aproveitamos para tirar o stress do dia-a-dia e curtimos com os pequenos (ou jovencitos).

Então, as minhas dicas para Cidade do México são:

Museo de Cera e Ripley
Eles estão pegadinhos um no outro. Literalmente. O Museo de Cera, claro, tem diversos artistas, personagens históricos, esportistas, personagens de cinema, TV e programas infantis, todos feitos em cera. Ótimo pra gente tirar um monte de fotos. Eu adoro.
O Ripley é um museu "das coisas incríveis". Cheio de curiosidades do mundo como: O homem mais alto, o mais magro, o que consegui colocar não-sei-quantas bolas de sinuca dentro da boca. Tem um túnel cheio de luzinhas que fica girando e temos que atravessar para passar para a próxima sala. Não recomendado para quem tem Labirintite... E quem for com criança pequena, agarrem-se bem nos corrimões... Não dá pra ter certeza se quem vai cair primeiro é o filho ou você.
http://www.museodecera.com.mx

Papalote Museo del Niño
Eu tenho dois aqui, uma com 9 e o outro com 5. Sou mega suspeita para falar do Papalote.
Eu adorei. É um museu interativo, tem de tudo o que vocês possam imaginar. Coisas de "cientista maluco", física, química, cinema 180 graus (e 3D e super tela enorme). Na verdade acaba sendo um museu para crianças e adultos, porque a gente também se diverte demais.
http://www.papalote.org.mx

Museo del Juguete Antiguo
Pense em um lugar que faz você voltar ao passado. Pensou?
Esse é o lugar. Não é um lugar grande, nem super organizado. Soube que essas últimas semanas estavam reformando o local. Pintando e etc. Pra quem curte e tem tempo, acho bem bacana.
http://museodeljuguete.mx
Um video do Youtube para vocês darem uma olhada.



Museo de Arte Popular
De novo, vou ser repetitiva, sou suspeita sobre esse museu. O México tem uma riqueza em artesanatos inacreditável. Nesse museu a gente encontra desde brinquedos até as cadeirinhas tão tradicionais no país. O que chama a atenção são as grandes pipas (aqui chamadas de cometa ou papalotes - sim, igual ao do museu no item anterior) que estão penduradas no pátio central entrando no museu. O ótimo desse museu é que ele fica perto da Alameda Central e aí dá pra passear muito, pra todo lado.
http://www.map.df.gob.mx

Six Flags
O Six Flags é um parque de diversão como conhecemos de qualquer lugar. Montanhas-russas, diversão para a família, para os mais aventureiros e infantis. É como o nosso Hopi-Hari, em Vinhedo - SP. Fica no sul da Cidade do México.
http://www.sixflags.com.mx

Além desses 4 lugares, claro, tem muito mais que a cidade oferece pra gente, não são lugares turísticos, são lugares onde estão os mexicanos, não só os "defeños" (as pessoas que são do DF), mas mexicanos que vem de outros estados.
Entre eles estão: as Pirâmides de Teotihuacán, Granja Las Americas, passeio de trajinera em Xochimilco (clica AQUI pra dar uma olhada), Kidzania, e também no Bosque de Chapultepec que tem coisa pra caramba pra ver, o Zoológico, os museus, os lagos, os esquilos correndo pelo bosque.

Enfim, Cidade do México também é pra vir visitar com criança. Sem medo!
Beijos

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

León - Guanajuato

Aproveitando o fim de semana "prolongado" fui conhecer Léon, no estado de Guanajuato. Fica a 305km daqui onde eu moro. Fizemos a viagem em 3h30, mais ou menos. Daqui, pela estrada que vai a Querétaro tem uma porção de obras de melhorias na estrada, mas enfim, tudo tranquilo. Como sempre.
A desculpa para conhecer Léon foi o Festival Internacional de Globos Aerostáticos, nossos conhecidos Balões. Como chegamos no domingo a tarde e os balões saem cedinho pela manhã, aproveitamos para conhecer o centro histórico da cidade. 
Pelas ruas da cidade, dando voltas para chegar ao Centro Histórico.



 Danza de los Viejitos - original de Michoacán. Com um super toque de humor, os homens vestem sarapes, as máscaras simbolizando a alegria no rosto das pessoas, bengalas e chinelos de maneira para acentuar o ritmo. Muito bacana.


  
Como toda praça mexicana que se preze, uma super bandeira.



 Fuente de los Leones - também na Plaza Fundadores.



Domingo na praça é sempre cheio de surpresas. Palhaços divertindo as pessoas... e MUITAS pessoas sempre. Faz parte do dia. Estar com a família, amigos e "pasar un buen rato" juntos.



Plaza Catedral e o Mural, feito em bronze, a los Mártires de 2 de Enero (de 1946). O povo que se rebelou sobre uma fraude eleitoral foi atacada e muitos foram mortos pelas forças do governo federal nessa data. Aí se lê: "En homenaje a las víctimas de este histórico acontecimiento que marcó a León, esta obra evoca lo espiritual y lo divino: un ángel expresa compasión, el amor y el perdón que sana las heridas del paso del tiempo".


 Catedral Metropolitana de Léon






 Templo Expiatório del Sagrado Corazón de Jesus ou, simplesmente, El Expiatório.
De estilo neogótico, foi construído de 1921 a 2012!!!









E pra quem não acordou cedo para ver a saída dos balões, nos contentamos com uma foto, quando o espetáculo já tinha acabado. Raios de festival que começa cedo e termina cedo demais!!!


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Muralistas Mexicanos - Arte e História

 Homenagem aos muralistas mexicanos.

Na Cidade do México e outras cidades do país podemos encontrar diversos murais em edifícios importantes, museus e pelas ruas também. 
O movimento muralista surgiu no século XX, justamente na época do centenário da Revolução Mexicana. Artistas começaram a colocar sua arte, principalmente para mostrar à população tudo o que acontecia no país em relação as lutas, problemas sociais e políticos e a cultura desse povo tão rico, para que pudessem apreciar suas origens.

Entre os principais artistas muralistas mexicanos estão:

Diego Rivera
David Alfaro Siqueiro
José Clemente Orozco
Rufino Tamayo
Gerardo Murillo

 Polyforum Cultural Siqueiros - Na Colonia Nápoles.

 Diego Rivera - Palacio Nacional

 Detalhe do mural abaixo, canto esquerdo.

 De Diego Rivera no Palacio Nacional.

David Alfaro Siqueiros - Torre da Reitoria da UNAM. Representando universitários.

 Entrada principal do Castillo de Chapultepec por José Clemente Orozco, representando a Revolução Mexicana. 

 Só para terem uma ideia da dimensão do mural.

Fachada da Biblioteca da UNAM - Universidade Nacional Autônoma de México
Os quatro lados da fachada são feitos em mosaicos de pedras totalizando 4.000m quadrados de arte.




terça-feira, 11 de novembro de 2014

Museu ao ar livre

Ultimamente eu tenho dito a alguns amigos que o México é um museu ao ar livre.
Tudo bem, podem dizer que eu já estou "puxando o saco" demais daqui, mas sinceramente, o Brasil é tão moderno comparado com o México, que é essa a visão que eu tenho.
Quando digo que é um museu ao ar livre, quero dizer que na maioria dos lugares, tirando os mais cosmopolitas da cidade, claro, tem muito o que ver e aprender.
Quero mostrar algumas coisas do museu ao ar livre.

Monumento a los Niños Héroes - fica no Bosque de Chapultepec

Entrada do Museu de Arte Moderna

Aqueduto na Avenida Chapultepec. Antes eram 905 arcos de construção. Hoje são 15. 

 La Diana Cazadora sobre Paseo de La Reforma.

 Ángel de la Independencia. O anjo mede 6.7m e pesa 7 toneladas. É feito de bronze e pintado com pó de ouro. No ano de 1957, quando houve um terremoto de mais de 7 graus, ele veio abaixo. Depois de restaurado e recolocado no lugar, aí continua.

 Entrada lateral da Catedral Metropolitana.


 Museu Nacional de Arte. Eu tirei a foto do cantinho, porque o cavalo que fica lindo e maravilhoso na frente do Museu estava em reforma e eu não gostei. Detalhista? Eu?
Aqui o que eu quero mostrar é a arquitetura. Assim como na foto abaixo.
Só porque tem gente que ainda pensa que México é um deserto violento de narcotraficantes.

 Estação de Correios. Nesse dia estava enfeitado por comemorações da Indepedência.

Esculturas pelo canteiro central no Paseo de La Reforma, próximo ao Bosque de Chapultepec.

Monumento a la Revolución

Plaza Madrid. Réplica de Las Cibeles de Madrid, bem aqui!